NOTÍCIAS - BMX Racing

Data de Publicação: 09/08/2019.

Com Andinho e Paôla, BMX brasileiro conquista duas pratas no Pan de Lima

Ciclismo chega a sua sexta medalha e já tem melhor resultado de todos os tempos em Jogos Pan-Americanos

Anderson e Paôla levam prata
Crédito: Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte

Todos os brasileiros na final e duas medalhas de prata conquistadas. Esse foi o balanço da excelente participação da seleção nesta sexta-feira, 09, durante a prova de BMX Racing dos Jogos Pan-Americanos de Lima. Os resultados confirmam a força do BMX brasileiro no cenário internacional e evidenciam o trabalho de preparação realizado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Após doze anos longe do pódio, o BMX Racing do Brasil voltou a ser destaque com Anderson Ezequiel e Paôla Reis, que conquistaram a medalha de prata no masculino e feminino, igualando o feito de Ana Paula Sgobin, prata no Pan do Rio em 2007. Com as conquistas desta sexta, o ciclismo já soma seis medalhas em Lima.

Com o melhor tempo da semifinal, Paola entrou confiante na disputa por medalhas. A baiana, de apenas 19 anos, mostrou muita segurança, superou uma fechada, e arriscou tudo durante os metros finais para garantir a medalha de prata, se tornando a atleta de BMX mais jovem do Brasil a subir no pódio em Jogos Pan-Americanos. O ouro foi para a colombiana Mariana Pajon e o bronze ficou com a venezuelana Stefany Hernandez. A brasileira Priscilla Stevaux terminou na quarta colocação.

“Apesar de ainda ser muito nova, já pratico o esporte a muitos anos, e o caminho até chegar em um resultado deste nível não é fácil. Estou feliz demais. O meu objetivo era brigar por medalhas e estou saindo com uma prata e a sensação de dever cumprido. Agradeço a todos que torceram por mim, meu treinador, e também ao Comitê Olímpico do Brasil e a confederação pela oportunidade de estar mais uma vez representando meu país”, destacou Paôla.

No masculino, a disputa seguiu em alto nível desde as fases iniciais da tomada de tempo. Renato Rezende e Anderson Ezequiel mostraram muita qualidade e ambos passaram com facilidade para a grande final.

Na disputa por medalhas, Andinho foi destaque ao protagonizar uma corrida agressiva e conquistar a medalha de prata. Esse é o melhor resultado do BMX masculino do país na competição. O equatoriano Alfredo Campo comemorou o ouro, enquanto o argentino Federico Villegas levou a medalha de bronze. Renato Rezende finalizou em quarto lugar.

“Estou muito feliz com o resultado, principalmente por ser uma marca histórica para o BMX masculino do Brasil. Acredito que superação é a palavra que define bem esse resultado. Nos últimos dias passei por uma infecção intestinal que acabou atrapalhando um pouco o meu planejamento, mas não desanimei, continuei treinando firme e hoje, durante a final, apesar de não estar me sentindo 100%, consegui fazer uma excelente largada e lutei até os últimos metros pela medalha de ouro. De qualquer forma estou saindo muito satisfeito com a prata e agradecido ao COB e a CBC pela oportunidade”, destacou “Andinho”.

O ciclismo já têm seis medalhas no Pan de Lima. Henrique Avancini e Jaqueline Mourão levaram prata no Mountain Bike, João Vitor, Flávio Cipriano e Kacio Freitas formaram a equipe que foi bronze na Velocidade Por Equipes do Ciclismo de Pista, Magno do Prado conquistou prata no Contrarrelógio Individual do Ciclismo de Estrada e Anderson Ezequiel e Paôla Reis terminaram com a prata no BMX Racing.

Agenda

Os atletas Magno do Prado e Rodrigo do Nascimento, do Ciclismo de Estrada, voltam para a disputa neste sábado, 10, para competir na prova de resistência. Finalizando a programação, no domingo, 11, Cauã Madona e Derlayne Roque defendem o Brasil no BMX Freestyle Park.

Assessoria de Comunicação - CBC

Telefone: (61) 3585.1051 | (61) 9123.2218 
E-mail: imprensa@cbc.esp.br 
Curta a página da CBC no Facebook
Assista aos nossos vídeos no Youtube Canal Oficial da CBC

 


 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BMX Racing

VER TODAS
Anderson Ezequiel
Crédito: Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte
Andinho em busca da prata
Crédito: Wander Roberto/COB
Paôla Reis
Crédito: Abelardo Mendes Jr/Rede do Esporte
Paôla na disputa final
Crédito: Wander Roberto/COB